Glifosato está contaminando alimentos orgânicos

Alimentos orgânicos estão sendo contaminados por Glifosato. Este herbicida silenciosamente destrói o que encontrar em seu caminho e até mesmo os solos orgânicos.

 

 

 

 

As plantas, ervas, alimentação orgânica e a diversidade ecológica, estão sendo torturadas pelo famoso herbicida da Monsanto: o glifosato.

 

Introduzido comercialmente em 1974, o glifosato tornou-se uma tempestade  em todo o mundo. Hoje, praticamente chove sobre os campos como se fosse água.

 

 

 

No Centro-Oeste Americano, os agricultores obedecem a ordens para “pulverizar” o herbicida, mesmo depois de terem colhido as suas culturas. De acordo com as diretivas, o glifosato é usado como uma espécie de prevenção para as plantas daninhas durante o inverno a fim de mantê-las resistentes na primavera.

Na primavera, caminhões de grande porte podem ser vistos “pulverizando” o herbicida glifosato ao longo das rodovias e sem se preocuparem com a segurança das propriedades vizinhas ou de outras culturas.

 

 

Mais evidências de que o GLIFOSATO se acumula no tecido animal

O produto químico compromete a segurança da água após ser pulverizado sobre as plantas, impacto muito diferente do que a indústria alega.

 

Testes anteriores mediram glifosato na urina humana, no sangue e no  leite materno, detalhando com precisão uma toxicidade generalizada.

O produto químico é até mesmo encontrado em absorventes femininos, graças à cultura do algodão que também está sendo pulverizada com glifosato.

 

Agora, novos testes de laboratório por parte da Alliance for Natural Health-USA forneceram mais evidências de que o glifosato persiste em toda a natureza e se acumula em tecidos de animais.

 

Esta é uma realidade devastadora, porque sua a química funciona como um antibiótico e esgota o  “microbioma” humano, devastando o sistema digestivo de uma pessoa e consequentemente sua capacidade de assimilar nutrientes para ativar respostas imunes contra as doenças.

Sem sombras de dúvidas, este herbicida Glifosato é um dos principais responsáveis por  esta epidemia de câncer, bloqueando inclusive o efeito que se busca dentro uma alimentação saudável ou orgânica.

 

Glifosato está contaminando alimentos orgânicos

Este herbicida silenciosamente destrói o que encontrar em seu caminho e até mesmo os solos orgânicos.

Agora pode ser medido também em produtos que já foram considerados a salvo dos horrores de sua contaminação química.

 

Novos testes em laboratório realizados pela ANH-USA, concluíram que o glifosato tem contaminado uma infinidade de produtos, tais como :

 

 **farinha de aveia;

**ovos orgânicos;

**pão de trigo integral orgânico;

**bagels orgânicos ( O bagel é um pão popular nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido especialmente em cidades com grandes populações judaicas, como Nova York, Montreal, Toronto e Londres, cada uma com a sua maneira diferente de fazer o bagel.  É tipicamente consumido em lanches).;

**creme de café orgânico.

 

Confira aqui os resultados do laboratório ANH-USA.

 

Este é um cenário de pesadelo para qualquer um que esteja se empenhando em manter a sua saúde a partir de uma alimentação natural e orgânica.

 

Os consumidores que querem evitar agrotóxicos e suas toxinas como o glifosato ,tendem a comprar alimentos orgânicos certificados.

 

Como pode o alimento orgânico ser confiável e tido como uma fonte limpa de alimentação, se o glifosato está silenciosamente contaminando esses produtos também?

 

A Environmental Protection Agency estabeleceu um nível “permitido na ingestão diária” de glifosato em diferentes produtos alimentares, mas o que estes níveis “aceitáveis” de glifosato podem fazer em seu corpo ao longo do tempo?

 

 

Como pode qualquer nível de glifosato ser considerado seguro na água, quando se compreende o importantíssimo papel da água para todas as células do nosso corpo?

 

Conforme relatado pela Health Impact News, os mais novos testes em busca do glifosato incluiram 24 pratos populares e seus ingredientes.

 

O glifosato foi medido em produtos, tais como farinha, flocos de milho, biscoitos, iogurte, batatas, ovos orgânicos e cremes de café.

 

Os consumidores de orgânicos acreditam que os níveis são muito elevados, ainda que estando sob os níveis “aceitáveis” estabelecidos pela EPA.

 

Quando é que a contaminação química e biológica em  produtos alimentares se tornará uma tendência aceitável  ou “permitida”?

A maioria dos alimentos testados foram derivados de culturas que não utilizam o Roundup ou seja, sem Glifosato.

 

Contudo, para estes alimentos ainda apresentarem traços de glifosato é simplesmente terrível.

 

Os produtos mais preocupantes em que o glifosato foi encontrado, foram ovos orgânicos e o creme de leite.

 

E estes produtos não são pulverizados diretamente com glifosato.

Esta é uma prova clara de que o herbicida Glifosato  está sendo levado para tecidos de origem animal, em última análise, expondo os seres humanos aos efeitos dos mesmos.

 

Como isso estará afetando os genes de todos ao longo do tempo?

 

Não podemos mais nos dar ao luxo de assistir as consequências acontecerem diante de nós !

Precisamos evitar o glifosato.

Confrontar o seu uso.

Conhecer as causas por de trás das doenças, especialmente o câncer.

Precisamos defender nosso futuro !

 

Liberação de mais agrotóxicos no Brasil  – Diga Não!

Instalada Comissão Especial para acelerar a liberação de mais agrotóxicos no Brasil !

O projeto 3200/2015 – do Deputado Ruralista Covatti Filho , além da mudança de nome para fitossanitário , caso seja aprovado,

confundirá a distinção entre as substâncias utilizadas nas culturas orgânicas e não orgânicas.

 

A nova denominação não exigirá o registro de herbicidas, como o2,4D, o paraquat e oglifosato, os mais consumidos no Brasil, já que estes não pertencem ao conceito de defensivos fitossanitários previsto no projeto de lei. No entanto, pesquisas já apontaram a forte relação entre esses agrotóxicos e a incidência de câncer.

 

Irá retirar também atribuições do IBAMA (meio ambiente), daANVISA(saúde) e dos órgãos estaduais de fiscalização, centralizando todas as ações e tomadas de decisão sobre os agrotóxicos no Brasil  pelo MAPA– Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

O MAPA , ancorado na política do agronegócio, é um dos maiores apoiadores dentro deste “lucrativo” mercado de agrotóxicos. Utiliza fortes políticas de subvenção, praticando incentivos fiscais que chegam na casa dos 100% em certos estados. E por conta de termos atualmente 70% dos alimentos contaminados por venenos proibidos em outros países, o Mapa por sua vez ; vem trilhando um faturamento por volta de 12 bilhões de dólares/ano!

O projeto também apresenta muitas falhas e abre um precedente para gerar “empregos de cabide” , sem concurso público e poderá permitir a prática de nepotismo.

 

Precisamos da sua participação neste abaixo-assinado . Por favor, assine – compartilhe com seus amigos e grupos nas redes sociais!

 

 

Fontes :  ANH-USA.org[PDF]

HealthImpactNews.com

Science.NaturalNews.com

 

Adaptações :

 

 

!

 

 

4 comentários em “Glifosato está contaminando alimentos orgânicos

  • 31 de agosto de 2016 em 8:49 PM
    Permalink

    realmente estarrecedor como estamos vulneráveis ao consumirmos esses alimentos e não sermos informados dos riscos à saúde!

    Resposta
  • 24 de outubro de 2016 em 6:30 AM
    Permalink

    Thank you for another inmtofarive blog. Where else could I get that kind of information written in such an ideal manner? I’ve a mission that I’m just now working on, and I’ve been at the glance out for such info.

    Resposta
  • 26 de abril de 2017 em 4:48 AM
    Permalink

    oi gente
    gostei muito desse site, parabéns pelo trabalho. 😉

    Resposta
    • 26 de abril de 2017 em 5:57 AM
      Permalink

      Muito obrigada Felipe pelo incentivo !! Estamos procurando melhorar sempre !

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *