O Que é Inventário Florestal ?

O Inventário Florestal é o procedimento para obter informações sobre as características quantitativas e qualitativas da floresta e de muitas outras características das áreas sobre as quais a floresta está desenvolvend(HUSH et al. 1993).

Quais informações o Inventário Florestal pode gerar?

 

De acordo com Soares et al. (2006) um inventário florestal completo pode fornecer diversas informações entre elas:

  1. Estimativa de área;
  2. Descrição da topografia;
  3. Mapeamento da propriedade;
  4. Descrição de acessos;
  5. Facilidade de transporte da madeira;
  6. Estimativa da quantidade e qualidade de diferentes recursos florestais;
  7. Estimativa de crescimento (se o inventário for realizado mais de uma vez).

O Que é Inventário Florestal

Tipos de Inventário Florestal

De acordo com Péllico Netto e Brena (1997), os inventários florestais podem ser classificados em diversos tipos de acordo com seus objetivos, abrangência, forma de obtenção dos dados, abordagem da população no tempo e grau de detalhamento dos seus resultados.

a) Quanto aos objetivos

Inventário de cunho tático

o inventários realizados para atender a demanda de uma empresa florestal, tais como conhecimento da dinâmica da floresta, elaboração de plano de manejo e exploração florestal

Inventário de cunho estratégico

o utilizados para instruir o poder publico na formulação de políticas de conservação, desenvolvimento e usados recursos florestais.

b) Quanto à abrangência

Inventário florestal nacional

o inventários extensivos que cobrem países inteiros, visando fornecer as bases para a definição de políticas florestais e para a elaboração de planos de desenvolvimento e uso das florestas.

Inventário florestal regional

Realizado em grandes áreas com o objetivo de embasar planos estratégicos de desenvolvimento regional, adoção de medidas visando preservar certas espécies, estudos de viabilidade de empresas florestais.

Inventário florestal de área restrita

o os mais comuns e constituem a maioria dos inventários florestais. Em geral, visam determinar o potencial florestal para utilização imediata ou embasar a elaboração de planos de manejo.

c) Quanto à obtenção dos dados

Enumeração total ou censo

Nesse tipo de inventário todos os indivíduos da população são observados e medidos, obtendo-se os valores reais ou verdadeiros, isto é, os parâmetros da população.

Amostragem

Nesse tipo de inventário adota-se o procedimento de amostragem, ou seja, observa-se apenas parte da populaçãe obtém-se uma estimativa dos seus parâmetros, a qual traz consigo um erro de amostragem.

O Que é Inventário Florestal

 

Tabela de produção

Constitui a base do manejo florestal, pois expressa o comportamento de uma espécie ao longo do tempo, em um determinado sítio, submetida a um regime de manejo definido, desde a implantação até o final da rotação. Neste método são apresentadas as estimativas dos parâmetros dendrométricos das árvores e dos povoamentos de uma espécie, por sítio e idade, para um determinado sistema de manejo. Desse modo, pode-se avaliar uma floresta a partir da identificação do sítio, espécie e idade, obtendo-se as informações necessárias diretamente na tabela de produção.

d) Quanto à abordagem da população no tempo

Inventário de uma ocasião ou temporários

o caracterizados por uma única abordagem da população no tempo. Desse modo a estrutura da amostragem definida para o inventário é materializada para uma única coleta de dados.

Inventário contínuo

 

o caracterizados por várias abordagens da população no tempo, isto é, o inventário é repetidperiodicamente. A estrutura de amostragem é materializada de modo duradouro, tendo em vista as sucessivas coletas de dados.

e) Quanto ao detalhamento dos resultados

Inventário exploratório

Este tipo de inventário é aplicado em geral em grandes áreas em nível de estado ou país. Os principais objetivos dos inventários exploratórios são: avaliar a cobertura florestal de determinada região, sua localização, extensão e caracterizar os tipos florestais existentes.

Inventários Florestais de Reconhecimento

Fornecem informações generalizadas que permitem identificar e delimitar áreas de grande potencial madeireiro, detectar áreas que sejam passíveis de uso indireto (recreação, lazer), indicar áreas com vocação florestal, entre outros.

Inventários Florestais de Semi detalhe

Este tipo de levantamento é realizado com base nos resultados do inventário florestal de reconhecimento, sendo suas principais características: fornecer estimativas mais precisas relacionadas aos parâmetros da populaçãflorestal; ter escala compatível com o nível de informações que se quer obter (normalmente entre 1:50000 e 1:100000); permitir a definição de áreas para exploração florestal através de talhões de tamanhos variáveis normalmente entre 10 e 100 ha.

Como fazer um Inventário Florestal

Todo o processo de inventário florestal é divido em três etapas de grande importância e que devem ser feitos sem qualquer erro, pois podem comprometer toda atividade.

Caso tenha dificuldades e deseja aprender mais sobre isso, temos uma qualificação em Planejamento e Execução de Inventários Florestais.

Fase de Planejamento

Para execução de um Inventário Florestal, deve-se considerar o planejamento das ações no campo como, alocação das parcelas no mapa para definição de acessos e cronograma de ação; o levantamento de dados biofísicos a partir da alocação de parcelas amostrais, coleta dos dados no aplicativo Mata Nativa  para realizar o cálculo do erro de amostragem e suficiência amostral em campo, bem como as análises críticas para definir impactos ambientais e ações mitigadoras, que irão compor o Relatório Técnico.

Diante do exposto, deve-se elaborar um plano de execução que deverá constar a definição da equipe técnica, definição da metodologia a ser utilizada, bem como o levantamento da legislação e normas técnicas aplicáveis, na esfera federal, estadual e municipal.

Fase de Campo

O Que é Inventário Florestal

Nesta etapa, de posse de todo material selecionado e dimensionado, e de toda a logística previamente estabelecida, com local de hospedagem e alimentação acertados, inicia-se o trabalho de campo do inventario florestal.

É fundamental ter em mãos o mapa e croqui da área e a impressão das planilhas de campo, organizadas com as informações dos anotadores e medidores, bem como o número do fragmento, talhão ou projeto e da parcela a ser medida. Recomenda-se a impressão de um número maior de folhas das planilhas de campo para cobrir eventuais erros ou situações nas quais a planilha é danificada.

Nesta fase é primordial a supervisão do Engenheiro Florestal, no intuito de se minimizar os erros de medição, e verificar a proteção dos membros da equipe através do reforço da utilização dos equipamentos de proteção individual e coletivos.

Para isso é fundamental no início da excussão do inventario florestal, uma reunião com a equipe para passar as recomendações necessárias, afinar as técnicas necessárias e combinar as frequências dos comunicadores, os pontos de encontro e acertar os horários de almoço e café.

Fase de Processamento

De posse das informações de campo, para realizar o processamento dos dados de forma rápida, precisa e confiável, a dica é utilizar o software Mata Nativa 4, o melhor e mais completo sistema para elaboração e processamento de inventários florestais.

Os cálculos e resultados obtidos através do software atendem a legislação de todos os estados do território nacional.

Inventário Florestal e novas Tecnologias

Com o avanço da tecnologia, o trabalho realizado pelo profissional acabou sendo melhorado e as chances de erro durante qualquer uma das etapas foi diminuindo. Além dos já citados Mata Nativa 4 e Mata Nativa Móvel, diversas outras ferramentas pode ajudar no campo.

Dentre essas, podemos citar:

  • tablets para coletar os dados, podendo deixar de lado as folhas e paquetas;
  • Inteligência artificial com um banco de dados digital da floresta para obter estimativas de características da floresta, como o volume ou a taxa de mortalidade;
  • Sensores e Drones que funcionam de maneira autônoma, ou podem ser controladas remotamente, e ainda possuem taxas de atualização da informação muito maiores, com dados semanais, diários e, em certos casos, diversas vezes no mesmo dia;
  • Sistemas de Monitoramento Online que podem combinar dados de maneira a criar uma visão geral do ativo florestal para que o gestor possa monitorar o andamento das equipes que estão em campo, o desenvolvimento das árvores, gerar relatórios técnicos, planejar intervenções, entre outras atividades, sem a necessidade de se locomover até a floresta.

Inventário Florestal Nacional

Como forma de se levantar o máximo de informações possíveis sobre os recursos florestais do Brasil, são realizadas medições periódicas em todos os biomas presentes no Brasil. O Inventário Florestal Nacional (IFN) é um dos principais levantamentos realizados pelo governo e possui uma metodologia única, como abrangência nacional.

Metodologia do IFN

A coleta de dados do IFN é realizada em pontos distribuídos a cada 20 km de distância por todo o país. São produzidas informações detalhadas e de forma regular sobre aspectos como a estrutura, composição, saúde e vitalidade das florestas, biomassa, estoques de madeira e de carbono.

Importância

A realização de tal documentação é uma necessidade para o Brasil, visto que boa parte de nosso território é coberto por florestas, o que torna tal prática um grande desafio.

Além de ser uma base de dados sobre as florestas brasileiras, tais informações servem de insumo para a criação de políticas públicas, uso sustentável, recuperação e conversação de recursos florestais.

 

Construa Sustentabilidade♻

Um comentário em “O Que é Inventário Florestal ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.