Saúde e CiênciaAlimentação

5 Benefícios da Proteína Plant-Based

Spread the love

5 Benefícios da Proteína Plant-Based

Proteína Plant-Based é uma proteína de origem vegetal produzida a partir de plantas e mimetizada com características de cor, sabor, textura e aparência de produtos de origem animal, como carnes, frutos do mar, leite, ovos e laticínios.

Nos últimos anos, presenciamos uma significativa mudança global na abordagem à ingestão de proteínas, especialmente no contexto da suplementação deste nutriente. Essa mudança reflete a crescente conscientização das pessoas sobre a importância da nutrição adequada para a saúde e o condicionamento físico.

À medida que mais indivíduos procuram atender às demandas de um estilo de vida ativo, a conveniência e a eficácia dos suplementos de proteína tornaram-se atrativos irresistíveis. No entanto, essa tendência levanta preocupações legítimas sobre a saúde, especialmente no que diz respeito à qualidade e origem desses suplementos.

A escolha de fontes de proteína confiáveis são aspectos cruciais para garantir que os benefícios maximizados sem comprometer a saúde a longo prazo. O diálogo contínuo entre profissionais de saúde, consumidores e a indústria é essencial para orientar práticas seguras e promover uma abordagem equilibrada em relação aos suplementos de proteína.

Além disso, com uma crescente consciência sobre o impacto das escolhas de consumo na sustentabilidade do nosso planeta, mais pessoas estão optando por uma alimentação consciente, beneficiando não apenas o planeta, mas também a saúde pessoal.

Por Nádia Gonçalves – COO & Co-founder VeganBusines

5 Benefícios da Proteína Plant-Based

Uma dieta baseada em vegetais é uma dieta que se concentra em alimentos derivados principalmente de plantas, como frutas, vegetais, grãos integrais, legumes, nozes, sementes, ervas e especiarias, e exclui todos os produtos de origem animal, incluindo carne vermelha, aves, peixes , ovos e laticínios

As dietas à base de vegetais podem incorporar uma variedade de abordagens dietéticas, mas têm uma base comum em alimentos à base de vegetais.

Terapia Ortomolecular

Alguns aspectos-chave de uma dieta baseada em vegetais incluem:

Minimamente processados : dietas baseadas em vegetais consistem em frutas, vegetais, grãos integrais, legumes, nozes, sementes, ervas e especiarias minimamente processados.

Exclusão de produtos de origem animal : A dieta exclui todos os produtos de origem animal, como carne vermelha, aves, peixes, ovos e laticínios.

Benefícios para a saúde : As dietas à base de plantas têm sido associadas a vários benefícios à saúde, incluindo a reversão do diabetes, hipertensão e hiperlipidemia, bem como a redução do risco de doenças cardíacas.

Impacto ambiental : Comer alimentos à base de plantas é considerado a maior forma de reduzir o nosso impacto no ambiente, uma vez que requer menos recursos e gera menos emissões de gases com efeito de estufa em comparação com dietas baseadas em animais.

Padrões dietéticos : Os padrões alimentares baseados em plantas ou vegetais concentram-se principalmente em alimentos vegetais, mas não significam necessariamente que você seja vegetariano ou vegano e nunca coma carne ou laticínios. As pessoas podem escolher a versão que funciona melhor para elas, como semivegetariana, pescatariana, vegetariana ou vegana.

A adoção de uma dieta baseada em vegetais pode ser benéfica para a saúde, o meio ambiente e o bem-estar animal. É essencial compreender o verdadeiro significado de uma dieta baseada em vegetais para evitar desinformação e confusão, pois é uma ferramenta poderosa para reduzir o nosso impacto ambiental e promover a saúde geral.

5 Benefícios da Proteína Plant-Based (2)

Alimentos à base de plantas são alimentos provenientes de plantas, como frutas, vegetais, grãos integrais, legumes, nozes, sementes, ervas e especiarias. Aqui estão alguns exemplos de alimentos à base de plantas:

Frutas: frutas vermelhas, frutas cítricas, peras, pêssegos, abacaxi, banana, maçã, etc.

Legumes: couve, espinafre, tomate, brócolis, cenoura, batata doce, abóbora, ervilha, etc.

Grãos integrais: aveia, trigo sarraceno, quinoa, arroz, macarrão de trigo integral, etc.

Legumes: grão de bico, feijão, lentilha, tofu, tempeh, etc.

Nozes e sementes: amêndoas, castanhas de caju, nozes, sementes de chia, linhaça, etc.

Ervas e especiarias: manjericão, alecrim, açafrão, curry, pimenta preta, etc.

Óleos vegetais: azeite, óleo de abacate, óleo de coco, etc.

As dietas à base de vegetais podem ser diversas e flexíveis e podem incluir uma variedade de alimentos, dependendo das preferências pessoais e das necessidades dietéticas.

5 Benefícios da Proteína Plant-Based

Proteína Plant-Based é uma proteína de origem vegetal produzida a partir de plantas e mimetizada com características de cor, sabor, textura e aparência de produtos de origem animal, como carnes, frutos do mar, leite, ovos e laticínios.

As proteínas mais consumidas do reino vegetal vêm das leguminosas, como feijão, grão de bico, lentilha, ervilha e soja. As proteínas à base de plantas podem contribuir com uma menor agressão à camada de ozônio, auxiliando no quesito sustentabilidade e caminhando cada vez mais para ser a bola da vez.

O mercado de proteínas alternativas, incluindo as plant-based, já representa US$ 3 com previsão de chegar a US$ 6,4 bilhões até 2023!!

5 Benefícios da Proteína Plant-Based (2)

As proteínas à base de plantas são produzidas a partir de plantas e mimetizam as características de cor, sabor, textura e aparência dos produtos de origem animal que visam substituir, como carnes, frutos do mar, leite, ovos e laticínios.

Para que uma proteína vegetal análoga possa ser utilizada na elaboração de alimentos vegetais, ela precisa de equipamentos. Grande parte dos produtos à base de plantas encontrados no Brasil atualmente são produzidos a partir de fontes vegetais como leguminosas, tais como feijão, lentilha e grão-de-bico, e sementes oleaginosas, como castanhas, amêndoas, amendoim, gergelim e girassol.

Existem diversas tecnologias utilizadas na produção de proteínas vegetais, como micro-ondas, ultrassom, campo elétrico pulsado, alta pressão, ultrafiltração e processos enzimáticos.

Além disso, há iniciativas para a produção de proteína à base de plantas em laboratório, como a startup de biologia sintética Biolinker, que produz proteínas em laboratório usando engenharia genética.

A produção de proteínas vegetais ocorre por meio da síntese proteica, que é o processo pelo qual são produzidas as proteínas e ocorre nos ribossomos tanto de células procarióticas quanto eucarióticas.

As plantas produzidas com proteínas a partir da glicose produzida durante a fotossíntese, que podem ser transformadas em amido ou, através de outras reações químicas, a planta pode produzir também proteínas, óleos, vitaminas, etc.

5 Benefícios da Proteína Plant-Based (2)

Mudar as fontes de proteína pode potencialmente ajudar a minimizar o desenvolvimento de reações alimentares adversas e sensibilidades que podem resultar de uma dieta rica em ingredientes alergênicos e/ou irritativos. Além disso, há uma série de benefícios adicionais à saúde associados à proteína vegetal.

Aqui estão alguns dos principais benefícios da proteína à base de plantas para a sua saúde geral:

  1. Crescimento e Reparação Muscular

O músculo é composto por dois tipos de filamentos, conhecidos como actina e miosina, ambos constituídos por proteínas. A síntese proteica, essencial para o crescimento e reparação muscular, requer aminoácidos, os “blocos de construção” necessários. Enquanto produzimos naturalmente alguns aminoácidos (não essenciais), outros são obtidos por meio da dieta (essenciais). A leucina, um dos aminoácidos essenciais, desempenha um papel crucial ao “ligar” o processo de síntese proteica, desencadeando a enzima mTor quando atinge níveis específicos.

O consumo de proteínas de fontes vegetais fornece os aminoácidos necessários para apoiar o crescimento muscular. A leucina, presente em diferentes plantas, é especialmente vital, pois sua ativação da enzima mTor é fundamental para a síntese proteica. Diversidade na ingestão de proteínas vegetais é essencial para garantir a oferta completa de aminoácidos ao corpo.

  1. Escolha Sustentável

Além dos benefícios para a saúde, as proteínas plant-based apresentam um impacto ambiental positivo. Comparadas às proteínas animais, as fontes de proteína vegetais requerem menos terra, água e produzem menos emissões de gases de efeito estufa durante a produção. Optar por proteínas vegetais diretas das plantas é uma abordagem mais sustentável, evitando o uso desnecessário de recursos ao alimentar animais destinados ao consumo.

Planilha Avaliação Nutricional

  1. Mais Fibras

Além de fornecer aminoácidos e micronutrientes, a proteína plant-based contêm fibras, essenciais para a saúde digestiva e a redução do risco de inflamação intestinal. Uma única dose de proteína plant-based pode oferecer até 10% da dose diária de fibras recomendada para um adulto. Vale ressaltar que a inclusão de fibras alimentares em fontes vegetais, como frutas, vegetais e grãos integrais, é crucial para uma dieta equilibrada.

  1. Proteína Plant-Based e a Saúde

Pesquisas emergentes indicam que as proteínas vegetais oferecem uma variedade de benefícios à saúde, incluindo perda de peso, redução do colesterol e controle do açúcar no sangue. Adequadas para todos, desde atletas a crianças e idosos, as proteínas vegetais enriquecem a dieta com aminoácidos essenciais, fibras e micronutrientes. Com menos calorias e gordura do que as fontes animais, as proteínas plant-based são uma opção saudável e sustentável para promover a saúde e alcançar metas nutricionais.

  1. Livre de Alérgenos

O suplemento de proteína de soro de leite em pó ajuda na construção muscular e na recuperação instantânea, mas a maioria das pessoas sofre alergias, sensibilidades e/ou intolerância ao leite. Pode causar inchaço ou problemas de gases. Portanto, os suplementos de proteína plant-based não abrem margem para alergias específicas e são seguros para consumo. Consequentemente, a proteína vegetal garante mais bem-estar e rendimento nos treinos.

Ao considerar esses benefícios, a escolha de suplementos de proteínas plant-based emerge como uma opção não apenas consciente, mas também altamente benéfica para a saúde individual.

PLANT-BASED BRASIL

Algumas empresas no Brasil produzem proteínas plant-based, oferecendo alternativas saudáveis e sustentáveis às proteínas de origem animal. Algumas dessas empresas incluem:

Fazenda Futuro

NoMoo 

B.O.B.

Nude 

Vida Veg – Esta empresa produz uma linha de produtos à base de plantas, com certificado vegano da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB). Seu portfólio inclui manteigas e cremes, leites vegetais, queijos veganos, iogurte vegano, proteína, requeijão vegano e VegBurger.

The New – Oferece várias carnes vegetais, como bolinho de bacalhau, hambúrguer (sabor carne e frango), salmão, filé de frango e nuggets. A proteína da empresa é derivada da ervilha, arroz e lentilha.

Além dessas empresas, o mercado de proteínas alternativas no Brasil tem crescido rapidamente, com pelo menos 107 empresas no país e exportação para cerca de 30 países.

Nosso conteúdo é apenas para fins informativos e não pretende ser um substituto para aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Sempre procure o conselho de seu médico, nutricionista ou outro profissional de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter em relação a uma condição médica.

ARTIGOS RELACIONADOS

Ostras Veganas

Carne feita com Fungos

Proteína em forma de Sorvete

Tofu é Saudável?

Dietas Veganas e Sustentabilidade

Fontes de Proteína Vegetal

Alimentos do Futuro

Formação Online em Terapia Ortomolecular

Formação Naturopatia

Medicina Integrativa Cursos

Curiosidades Sobre Queijos Veganos

logo facebook


Spread the love

One thought on “5 Benefícios da Proteína Plant-Based

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.